O BIM também abre um novo mundo no setor comercial

Nossa série sobre o BIM começou explicando o conceito, sua importância, passou pelas vantagens técnicas apresentadas e, por fim, falará sobre os benefícios proporcionados ao setor comercial. Isso mesmo! Vender fica mais fácil com o uso da tecnologia que permite a modelagem em 3D das obras. Assim, a importância desse avanço fundamental na construção civil chega de maneira mais perceptível ao consumidor final e também aos vendedores responsáveis por comercializar apartamentos, salas comerciais e outros empreendimentos.

Isso acontece, de certa maneira, por um simples motivo. De forma resumida, os arquitetos e engenheiros se beneficiam do BIM no desenvolvimento dos projetos e na execução das obras porque essa tecnologia reúne todas as informações e permite, como citamos, a modelagem em 3D. Isso porque eles conseguem enxergar de maneira mais clara o trabalho e, se preciso, fazer as mudanças necessárias. Então, por que não utilizar esse recurso na área comercial e ter mais uma ferramenta para convencer os clientes?

De maneira prática, isso significa que as boas e velhas maquetes físicas podem ser substituídas por modelos em 3D dos empreendimentos, por meio de um sistema interativo com projeção em 3D ou mesmo pelas televisões que possuem essa funcionalidade. Logo de início, aqui já há um ganho de custo e de tempo com a eliminação das maquetes.

A compra de um apartamento na planta é um grande exemplo dessas novas possibilidades proporcionadas pelo uso do BIM. Isso, inclusive, já vem acontecendo. Uma pessoa que for comprar seu imóvel não olhará mais na maquete para conhecer o futuro lar. Ela conseguirá fazer muito mais que isso, como passeios virtuais dentro do apartamento, dos cômodos, áreas comuns e até mesmo da vista da sacada, tendo acesso aos mínimos detalhes do empreendimento.

Para o vendedor, isso significa um leque muito maior de informações que ele pode colocar à disposição dos clientes. O poder de persuasão e convencimento, portanto, cresce de maneira significativa, já que passa a ter elementos mais ricos e reais para apresentar aos consumidores.

Os clientes, por sua vez, têm mais segurança e confiança na compra dos imóveis ou mesmo na oferta de um serviço de reforma. O processo de decisão ganha bases maiores e mais firmes, tendo em vista que a aquisição de um apartamento ou de uma sala comercial envolve, geralmente, alto investimento. Olhar de maneira quase real a disposição de um cômodo, por exemplo, ajuda e muito o comprador a ter certeza sobre a viabilidade do negócio.

A preparação dos vendedores para o uso do BIM

No entanto, é essencial destacar um ponto. Assim como engenheiros, arquitetos e outros profissionais envolvidos com a construção civil precisam se preparar para utilizar o BIM, os vendedores devem fazer o mesmo. A tecnologia está aí. Então, não há como fingir e passar batido. A capacitação precisa ser uma constante e nada mais oportuno que dar atenção do BIM.

Em paralelo, as empresas de construção civil também têm sua parcela de responsabilidade no aprimoramento dos profissionais. Além de estimularem os funcionários a estarem sempre atentos às novidades, é fundamental que ofereçam cursos, treinamentos e palestras que contribuam para esse processo.

Essa preparação, entretanto, deve vir acompanhada de uma mudança de cultura dentro da empresa. Isso porque muitos dos vendedores já se acostumaram a vender utilizando maquetes e outros meios tradicionais. Então, mostrar a eles a importância do BIM e as vantagens proporcionadas é parte primordial desse processo de adaptação.

Conforme essa nova cultura for se enraizando na organização, melhores serão os resultados. Os novos colaboradores que chegarem já terão isso como premissa e saberão qual caminho seguir. Afinal, a tecnologia precisa estar a serviço do avanço da sociedade.

A publicidade também ganha com o BIM

É comum ver consumidores seguindo o caminho da justiça para reclamar de algo que é chamado de propaganda enganosa. Eles se sentem lesados quando percebem que a entrega do produto final não corresponde ao que estava prometido no momento da venda do imóvel.

Algo precisou ser alterado e, no fim, acabou saindo diferente do que estava proposto. Nesse sentido, o BIM pode ser utilizado para reduzir ou até mesmo eliminar essa diferença. Como já explicamos aqui, o modelo agrupa todas as informações relacionadas à obra e, por isso, pode ser alterado em tempo real e de maneira muito mais precisa. A previsibilidade fica muito maior, ou seja, é possível enxergar com mais exatidão como o empreendimento ficará no final.

Como consequência, a companhia terá redução de custos com a diminuição ou eliminação desse problema. Ao mesmo tempo, o cliente poderá ter mais certeza de que o que ele está comprando é realmente o que será entregue no final. Assim, aumenta consideravelmente o nível de confiança para os dois lados, o que resulta em mais transparência.

Customização dos empreendimentos

As novas gerações de consumidores chegam com o nível de exigência cada vez mais alto, exigindo maior qualidade do que estão comprando. Em meio a isso, outro ponto ganha destaque: personalizar, ser diferente e ter algo exclusivo é um desejo que também vem crescendo.

As pessoas querem algo que seja só delas e que não poderá ser encontrado em outro lugar. E aí o BIM entra mais uma vez para ajudar nesse processo e ser uma ferramenta muito mais eficaz para atender aos anseios dos clientes. Essa tecnologia também pode ser capaz de entregar algo personalizado.

Para entender como isso funciona, mais uma vez vamos recorrer aos benefícios que o BIM oferece ao corpo técnico da obra. Anteriormente, nós mencionamos que, a partir dessa tecnologia, é possível mexer de maneira instantânea no projeto para corrigir erros ou fazer melhorias, contando com a vantagem de que o software recalcula a quantidade necessária de materiais, custos e outros detalhes.

Sendo assim, essa função também pode ser disponibilizada para o consumidor. Ao chegar na obra, o cliente passará suas demandas e a empresa fará o que estiver ao alcance para atender às necessidades, vendo todas as possibilidades e passando os custos que elas representam. Mais uma vantagem e tanto, não é verdade?

E com ela fechamos nossa série, reforçando que a ideia destes textos foi passar a mensagem de que a construção civil está atravessando um período de mudança, que está revolucionando métodos e trazendo grandes benefícios. Queremos que todos estejam preparados para essa transformação. Por isso, continuamos à disposição para tirar dúvidas e continuar a conversa.

Clique aqui e baixe o e-book sobre BIM