[Vídeo] O poder da indústria 4.0 e o processo de transformação

O mundo está passando por uma drástica transformação. E a interação entre internet, máquinas e pessoas está no centro desse processo, que, entre as empresas, chega por meio da indústria 4.0. Nós já abordamos esse assunto em outros textos aqui no blog, como neste, e produzimos um e-book para explicar o que está por vir. Para aprofundar o tema, ouvimos Richard Mark Soley, diretor-executivo da Industrial Internet Consortium (IIC), que reúne diversas empresas e instituições em torno do debate sobre essas mudanças.

Soley afirma que essa transformação não tem nada de novo. Ele é parte de um processo histórico que se iniciou no final do século 18, com a invenção da máquina a vapor, por James Watt, e ganhou força a partir da primeira metade do século 19: “Ele transportou o poder do homem à máquina.”

De acordo com a ICC, esse movimento precisa ser conduzido de maneira conjunta. O relacionamento entre empresas, sociedade e governo também tende a se modificar. Elas terão de adotar uma postura mais colaborativa. “Vamos ter de aprender juntos”, ressalta Soley.

De acordo com pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o potencial da indústria 4.0 no Brasil é grande. O estudo aponta que 58% das empresas reconhecem o poder transformador das novas tecnologias digitais, embora menos da metade das companhias as utilizem.

O levantamento da entidade empresarial também aponta que o governo precisará ter um papel mais ativo no processo de disseminação de novas tecnologias, principalmente no que tange à infraestrutura e educação básica. Isso porque será necessário formar mão de obra qualificada para lidar com essas tecnologias.

Nós, da Collabo, levantamos a discussão sobre esse assunto porque entendemos que o futuro é extremamente promissor e que todas as empresas podem, de alguma forma, utilizar essa tecnologia. É um processo que trará muitos benefícios a quem estiver preparado para aproveitá-los. Confira a entrevista com Richard Mark Soley, durante participação na Expogestão 2017.

Clique aqui e baixe o e-book sobre indústria 4.0